Me cansei de lero lero...


Dá licença agora eu vou sair do sério!

Estou querendo mudar, preciso mudar... Mas não sei o que e nem por onde começar. Estou sufocada por aquela sensação de rotina, de coisa monótona, que vai te enroscando ao poucos e quando você vê já está completamente tomada assim como o bote de uma venenosa cobra. O problema tá em mim, eu sei. Pensei nos cabelos, mas prometi pra mim mesma e pra alguns que dessa vez eu deixaria crescer. Mulher precisa mudar. (Falo por mim, pois não quero queimar o filme de todo um gênero por conta de minhas idéias).

O fato é: Preciso mudar. Esse é meu único meio de viver. Não sei se as pessoas ai fora pensam igual, mas quem é que consegue viver sempre do mesmo jeito sem achar entediante? Não digo de pessoas ao meu redor, nem de atividades que sou obrigada a exercer, mas de algo maior que isso. Algo de mim comigo mesma.
Tenho um fascínio por mudanças. É como se revirar, se revirar, e continuar sempre mesma. Sair de órbita, e continunar "me" sendo.

Ando num momento de decisões. Uma demanda...
E decisões, sempre carregam em si, a reboque, outras tantas. Das mais graves às mais simples.
Reparem, é sempre assim.

Tudo isso é para dizer que estou por aqui, porém ocupada com outral mil e tantas coisas que necessitam de um veredicto meu nesse momento, mas concomitantemente já venho pensando em meus próximos passos, de hoje até março de 2009. Sim, minha vida tá programada até março do ano que vem. Pasmem, rs. Cada passo está severamente calculado.
Estou com uma certa curiosidade de conhecer o desconhecido que sempre existe. Curiosidade de descobrir o que há no outro, no mundo, nas coisas da vida, na próxima esquina, em mim. Acho que eu daria uma boa antropóloga.

Pra encerrar quero registrar aqui meus aplausos de pé ao Lula. Eu não sou fã do Lula. Eu já tô legal dele, não encararia um terceiro mandato, tampouco votaria nele nas próximas eleições se é que ele pudesse se eleger. Mas tenho que reconhecer que ele merece os aplausos do povo brasileiro. Me interesso bastante por política mas procuro não me envolver porque é muita sujeira. Nunca fui fã de presidente, nem tampouco considerei nenhum herói. Mas vendo um discurso do Lula semana passada confesso que me emocionei. Aquele cara é brasileiro minha gente. É do povo. É humilde e pobrão mesmo, dá pra ver no jeito de falar. Sei bem que um governo PT e isso mesmo, muitos cifrões no bolso, mas tem coisas que precisamos engolir apesar de. Acho que já me foi trazido uma certa maturidade para entender que não haverá um presidente modelo, exemplo. Portanto a gente vai se virando com o que tem. Quando ele falou esbravejadamente num discuros na semana passada a seguinte frase eu pulei da cama em risos e palmas: "- A Amazônia tem dono! A Amazônia pertence ao povo brasileiro. Não tem essa de estrangeiro ficar chegando aqui e levando o que é nosso. Precisamos nos revoltar sim contra isso!".
Eu sei que eu não fui a única a plaudir. O congresso aplaudiu, e muita gente em casa aplaudiu também. é uma absurdo 37 mil fazendas pertencendo a estrangeiros na NOSSA Amazônia. Quanto a isso, devemos agradecer a Fernando Henrique Cardoso. Não sei onde vamos parar, não sei, não sei.
Lula mandou muito bem. Salve Luiz Inácio. Metalúrgico nordestino.

Ah se todos pensassem como você...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

0 comentários: