Mickey Blouse

Finalmente ganhei! Ganhei uma blusinha lin-dí-ssi-ma do Mickey Mouse. Eu já tava querendo a peça há uns 2 meses, sendo que não achava nunca em lugar nenhum. Ai um dia, passeando despercebidamente com o o Rê, a blusa simplesmente se jogou na minha frente! Obviamente eu não pensei 2 vezes em levá-la, e o Rê nem ousou restringir meu capricho.
Ela é branquinha, com um mickeyzão enorme na frente que pega a frente toda, e tem manguinha de princesa, uma fofura.
Só que depois que cheguei em casa e fiquei olhando maravilhadamente pra blusinha me ocorreu um pensamento muito óbvioi: Vô combiná cum u quê?!
Foi aí que eu comecei minha saga. Vasculhei a internet toda atrás de como combinar regatas, baby looks e afins. E achei coisas incríveis!
Primeiro eu descobri que a internet pode me ajudar e muito! Segundo eu descobri que a Disney tá investindo pesado em moda, e eu gosto disso!

Amei as bolsinhas, mas nunca vi vendendo! =(
















Beyoncé, garota propaganda da Moda Disney.














Essas blusinhas eu vi vendendo no Carrefour, os preços vão de 19,90 à 29,90.
A listradinha é irresistível!



















Famosos de Mickey


















Agora eu tô com um pequeno proleminha. Porque eu achei um jeito ótimo de combinar a blusinha. Imaginem, ficaria lindo com um calção jeans "surrado" e uma jaquetinha de couro já que estamos no inverno. Mas uma jaquetinha de couro estilo pilota de Harley Davidson.
O problema é... Eu não tenho a jaqueta pombas! E eu quero ela! Quero A-GO-RA!. Vi a jaqueta uma vez na Grazi Massafera e tô "simplismenti apaixounada".




















Alguém sabe onde raios posso encontrá-la?

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

"Um post legal!" (Sobre mulheres modernas e blá blá blá!)

















Hoje enquanto vinha pra casa do trabalho fiquei pensando nessa nova geração de mulheres que vem surgindo. Se você parar pra conversar com qualquer mulher na faixa de 45 à 55 anos você vai perceber que pelo menos 60% delas não terminaram a faculdade, nunca tiraram carteira de motorista, e pararam de trabalhar assim que tiveram filhos. Diferente dos homens, que aos 18 tiram carteira, aos 20 e poucos terminam a faculdade e com 45 só faltam 10 pra se aposentar. Eu sou a primeira a levantar a bandeira de que o homem é o provedor do sustento da família, mas eu acho que a mulher tem que correr atrás também sabe, ir à luta! É por isso que quando vejo uma mulher bem-sucedida (isso não quer dizer ter dinheiro, e sim uma carreira, correr atrás de algo estável), eu piro cara! Porque as mulheres se acomodaram muito! Principalmente aquelas que providenciaram babies cedo.
Eu tranquei minha faculdade e já tô agoniada com isso. Ano que vem eu volto de qualquer maneira, não tem jeito. Quando tô parada tenho a sensação que minha vida tá passando e eu to assistindo de fora!
Mas eu acho que a mulher tem que ser forte mas sem deixar de ser mulher, sem deixar de pensar na casinha arrumadinha, na comidinha pra família, em se divertir com os filhos, acho que dá sim pra conciliar! É aquela história de cobrir um lado sem descobrir o outro e vice-versa. Às vezes eu vejo uma mulher já com uma certa idade, com um bando de filhos e que só viveu pra cuidar deles e eu penso: "Meu Deus! Essa criatura passou pela vida e não fez nada pra si própria! Vai ficar velinha e vai dizer que foi o que?". É aquela velha história de quando você é criança que te perguntam o que você vai ser quando crescer, e as meninas sempre dizem "professora" e os meninos "bombeiro". Se tivesse essa pergunta também pro velhos essas mulheres iam dizer o que? "O que você foi quando você cresceu?". Eu não fui nada. Eu limpei, cozinhei, lavei, passei, dei banho, levei no parquinho, mas por mim eu não fiz nada. Eu acho nobre alguém que faz tudo pelos filhos, eu quero ser assim! Mas não é mediocre demais alguém que vai chegar no fim da vida e só vai ter isso pra contar? Alguém que vai dizer que limpou coco e fez sopinha. Eu não posso me conformar com esse tipo de coisa. É por isso que fiz esse dicurso hoje. Pra desabafar por aquelas que estão na inércia e pra festejar por aquelas que colocaram o comodismo numa sacolinha no fundo do armário, que acordam cedo todos os dias por um propósito maior, que trabalham sim (muitas vezes mais por opção que por necessidade), e que não é por causa disso que deixam de ser mulher. Viva a mulher moderna!

Ps. Eu detesto a Sarah Jessica Parker mas eu amo a Carrie Bradshaw. Pra mim ela é o maior exemplo de mulher moderna que já existiu! Ela é uma atriz um tanto chatinha, mas Sex and the City sem ela não tem graça nenhuma. Mas legal do que a Carrie só as roupinhas de grifes estadunidenses que ela usa, e os sapatos lindéeeeerrimos do Manolo Blahnik que ela desfila nos episódios e me ma-tam de inveja. Oh Deus, mas porque raios eu não sou atriz de Hollywood, não sou huber rica e ainda nasci no Brasil?



















Eu morro por estes sapatos!

Ps2. Em homenagem ao Erick Couto que leu meu último post e me "intimou" a fazer "Um post legal", rs. Espero que continue sendo meu leitor assíduo, prometo que vou melhorar. rs

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Ensaio sobre a cegueira, Quebrando regras, G.I Joe

Ensaio sobre a cegueira
Sinopse: O filme começa num ritmo acelerado, com um homem que perde a visão de um instante para o outro enquanto dirige de casa para o trabalho e que mergulha em uma espécie de névoa leitosa assustadora. Uma a uma, cada pessoa com quem ele encontra - sua esposa, seu médico, até mesmo o aparentemente bom samaritano que lhe oferece carona para casa terá o mesmo destino. À medida que a doença se espalha, o pânico e a paranóia contagiam a cidade. As novas vítimas da "cegueira branca" são cercadas e colocadas em quarentena num hospício caindo aos pedaços, onde qualquer semelhança com a vida cotidiana começa a desaparecer.
Dentro do hospital isolado, no entanto, há uma testemunha ocular secreta: uma mulher (JULIANNE MOORE, quatro vezes indicada ao Oscar) que não foi contagiada, mas finge estar cega para ficar ao lado de seu amado marido (MARK RUFFALO). Armada com uma coragem cada vez maior, ela será a líder de uma improvisada família de sete pessoas que sai em uma jornada, atravessando o horror e o amor, a depravação e a incerteza, com o objetivo de fugir do hospital e seguir pela cidade devastada, onde eles buscam uma esperança.


Direção: Fernando Meirelles
Elenco: Mark Ruffalo, Julianne Moore, Gael García Bernal, Alice Braga.
Roteiro Original: Baseado no livro homônimo
Gênero: Drama
O que eu achei: Dramático demais. Quem não tem estômago não aguenta ver! Tem uma cena que o cara tá agonizando com a perna podre em cima da cama urgh! Tem uma hora que as mulheres cegas, se permitem ser estrupadas em troca de comida. Enfim não é pra mim. Só uma obs para acabar: Alice Braga brilha no filme. É ótimo ver um brasileiro fazendo sucesso lá!

Quebrando Regras
Situado no agitado mundo das artes marciais, o filme conta a história de Jake Tyler (Never Back Down), um garoto durão que precisa aprender que na vida cada um tem a sua luta. Para Jake - nascido em Iwoa -, Orlando parece um paraíso. Chamado de "o garoto novo" com seu jeito calado e suas roupas de lenhador, Tyler não está fazendo muitos amigos, mas isso não o incomoda. Quieto e isolado, ele sofre silenciosamente a recente morte do pai. Porém, não demora muito até que o passado conturbado voltar a perturbá-lo.

Direção: Jeff Wadlow
Elenco: Sean Faris, Amber Heard,Dijimon Houson.

Gênero: Ação
O que eu achei: O filme começa com você pensando que vai ser uma droga. E aí sabe o que acontece? Você vê que estava totalmente errada! É uma história bem legal de superação e vencer os limites. Tem muita luta, e eu gosto disso. Os meninos vão gostar porque tem lutinhas o filme inteiro. As meninas vão gostar porque o protagonista é bem bonitinho, rs. Eu indico o filme.


Esses dias eu tava vendo um programinha que tem na rede TeleCine e fiquei boba de ver que vão lançar o filme G.I. Joe. Pra quem não sabe G.I. Joe eram os bonequinhos dos comandos em ação que os meninos eram fanáticos quando criança (Alguns até hoje!). O Rê mesmo quando viu ficou todo aceso! A única coisa eu gostei de saber é que a bonequinha título do filme é a Sienna Miller, e ela estará morena no filme! Nem parece a Sienna.


















Vestida pra matar.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments